Articles

Como ter uma relação dos sonhos com cintos de castidade masculinos

In relacionamento on 2 de janeiro de 2012 by sfergusson

Meu nome é Sarah, sou brasileira e moro nos Estados Unidos há 18 anos. Resolvi escrever este artigo porque acredito piamente que cintos de castidade masculinos podem trazer benefícios para a maioria, senão todos, relacionamentos. Esta é uma prática que vem se tornando muito comum aqui nos Estados Unidos e na Europa (grandes grupos feministas como o site Jezebel e a organização FemTV.org são os maiores apoiadores desta prática) então resolvi dividir esta experiência com minhas amigas no Brasil.

Por favor, leia este artigo de mente aberta e veja tudo que tenho a dizer antes de firmar sua opinião.

Reacenda o fogo da paixão no seu relacionamento

Você se lembra como era o seu relacionamento quando conheceu seu atual namorado ou marido? Eu tenho certeza que se lembra: vocês faziam amor sempre que tinham oportunidade, conversavam por horas dividindo segredos e dormiam abraçados permanecendo nos braços um dos outro até amanhecer.

E vocês juraram que isso nunca mudaria.

Mas mudou. Sempre muda. Até mesmo nas relações mais fortes onde ambos são devotados um ao outro, a paixão acaba e o fogo diminui com o passar do tempo. Não existe nada de errado nisso – é apenas a natureza humana.

Mas apesar de ser algo natural e, de certa forma inevitável em qualquer relação, ainda assim não deixa de ser algo frustrante. Também natural é o fato que nós mulheres queiramos sempre uma relação com muita paixão e amor e não uma relação apenas morna que nada lembra o vigor da existia no começo.

Uma solução para isso seria manter apenas relações de curta duração, assim não daria tempo para a paixão diminuir. Outra solução seria manter amantes além de sua relação oficial. Porém, uma coisa que nós mulheres podemos nos vangloriar com relação aos homens é o fato de sermos muito mais fiéis e menos promíscuas que eles, portanto estas duas soluções não agradam a maioria das mulheres, inclusive a mim!

Felizmente existe uma terceira opção para este problema: cintos de castidade masculinos. É a solução perfeita para casais com uma relação forte baseada no amor e que não são inibidos pelo puritanismo.

Para mim, que estou casada a 8 anos e mantenho meu marido com um cinto de castidade nos últimos 6 anos, a sensação que tenho é como se eu estive em uma constante lua de mel 365 dias por ano. Eu tenho um parceiro atencioso e um amante fogoso sempre que quero (na verdade quando me refiro a “amante” estou falando de meu amado marido que agora faz absolutamente tudo para ma satisfazer sexualmente).

Um relacionamento com cintos de castidade é aquela onde o homem dá a você o controle total de seus orgasmos, normalmente concordando em usar o cinto e deixando você com as chaves. Enquanto ele estiver usando o cinto de castidade ele será incapaz de se tocar ou ter qualquer orgasmo.

Enquanto isso as obrigações dele com você e a sua satisfação se mantém, significando que ele terá que te dar prazer da forma que você achar mais adequada. Eu concordo que ler isso dessa forma pode parecer algo estranho e até egoísta, mas deixe-me dizer que isso é algo completamente natural e muito divertido tanto para as mulheres quanto para os homens (falo mais sobre isso a frente).

Como você pode imaginar, depois de um tempo (em média uma semana ou menos) o seu homem irá MUITO querer gozar. E isso causará dramáticas mudanças na química cerebral e no processo psicológico dele. Enquanto o cinto de castidade é usado o corpo masculino continuará produzindo sêmen, mas como o cinto impede que o homem goze este sêmen começará a ser absorvido pelo organismo aumentando bastante a concentração de testosterona no sangue. Esse efeito, aliado a incapacidade de obter alívio sexual, causa um sentimento de dependência elevado para com a guardiã das chaves, causando um processo de submissão extremado.

É neste estágio que as vantagens de um relacionamento baseado em cintos de castidade masculinos aparecem. Todo orgulho, vaidade e egoísmo do homem são aniquilados, tornando ele em um verdadeiro príncipe encantado que fará de tudo para te agradar e te satisfazer, na esperança de que você eventualmente o retribua com a honra de fazer sexo contigo e poder finalmente gozar.

E se você está preocupada em deixar seu homem “efeminado” ou deixá-lo menos masculino, não se preocupe. O constante excitamento sexual que você o manterá e os elevados níveis de testosterona no sangue o tornará mais viril e másculo como você nunca viu antes, ao mesmo tempo em que será carinhoso e atencioso como um gentleman.

Você pode imaginar que com o cinto de castidade masculino a sua vida sexual também irá diminuir já que não poderá fazer sexo com seu parceiro, mas já foi comprovado que mulheres que mantém seus maridos ou namorados em cintos de castidade têm mais relações sexuais do que as mulheres em relações convencionais. Você descobrirá outras formas de prazer sexual já que seu homem não tirará as mãos de você e constantemente lhe fará gozar através de longas preliminares, sexo oral e qualquer outra atividade que te agrade.

O problema dos relacionamentos atuais e o uso de cintos de castidade como solução

Cintos de castidade masculinos têm se tornado muito populares nos últimos anos (uma pesquisa feito nos Estados Unidos estima que mais de 10 milhões de mulheres americanas fazem com que seus parceiros usem estes acessórios), ao mesmo tempo em que muitas mulheres têm se frustrado com seus namorados e maridos e estão procurando por soluções para salvar seus relacionamentos.

É fato: mulheres precisam de romance em suas vidas; elas estão cansadas de namorados e maridos que as ignoram, que não ajudam na casa e que não notam que suas vidas sexuais estão diminuindo. Mulheres querem de volta os homens pelas quais elas se apaixonaram no início da relação, e cintos de castidade masculinos podem ser a solução. O problema básico na maioria dos relacionamentos é o fato dos homens terem pouco, ou nenhum, controle sobre sua sexualidade.

Você pode ficar chocada em ler isso, mas uma das principais razões pela qual sua vida sexual e amorosa está decaindo provavelmente é porque seu parceiro está usando toda sua energia sexual para se masturbar ao invés de fazer amor com você. Pior que isso, ele provavelmente está se masturbar olhando pornografia e fantasiando com outras mulheres ao invés de você.

Isso é inaceitável; mas, na verdade isso não é totalmente culpa dos homens. É apenas a sua natureza; seria como culpar uma mulher de TPM por sua instabilidade emocional. Porém no caso dos homens é possível controlar essa sua natureza sexual através de um cinto de castidade e direcioná-la toda para você.

Problemas que um cinto de castidade pode corrigir no seu relacionamento:

  • Seu marido ou namorado admite que se masturba? Se ele disse “não”, está mentindo para você (não importa a idade, todos os homens se masturbam) – e mentiras destroem qualquer relacionamento. O cinto de castidade o fará parar de se masturbar e também parar de mentir.
  • Ele tem o péssimo hábito de olhar outras mulheres na rua? O cinto de castidade fará com que ele tenha olhos somente para você.
  • O romance diminuiu ou praticamente desapareceu de sua relação? O cinto de castidade o transformará em um verdadeiro príncipe encantado.
  • Ele faz amor com você três ou mais vezes por semana? Se não, ele está gastando sua energia com masturbação ou, algo pior, uma amante. O cinto de castidade acabará com este hábito e o deixará sempre fiel.
  • Você quer sexo de melhor qualidade e mais orgasmos? O cinto de castidade fará com que o único objetivo de seu parceiro seja te dar prazer.

Vantagens dos relacionamentos onde o cinto de castidade masculino é usado

Os cintos de castidade não são apenas excitantes, mas também trazem inúmeras vantagens para ambas as partes no casal.

As pessoas podem pensar que as mulheres são as que tiram mais vantagens deste tipo de relação – afinal, elas não estão constantemente presas por uma fechadura e uma chave. Mas na realidade, são os homens que tiram os maiores benefícios em um relacionamento com cintos de castidade.

Primeiro: isso dá a eles um senso de orgulho muito grande – algo que é muito importante para os homens. Secretamente, todos os homens se sentem envergonhados pela freqüência que eles se masturbam (eles têm a imagem de que masturbação é coisa de adolescente, mas agora eles são adultos e querem se comportar como tais). Quando você coloca um fim nisso eles se sentem mais homens e orgulhosos por sua sexualidade estar sendo usada agora para agradar suas parceiras.

Segundo: a partir do momento que você mantém seu homem preso ao cinto ele se tornará muito mais sensível e ele entenderá o que realmente é fazer amor. Vamos ser honestas, são raríssimos os homens que sabem o que é fazer amor, como nós mulheres. Para eles tudo se limita a sexo, pois eles conseguem desassociar sexo e amor. Quando você permitir que ele faça sexo contigo depois de um período preso ao cinto ele estará muito mais ligado emocionalmente a você e ao prazer de gozar, dando a ele uma sensação incrível, como tivesse múltiplos orgasmos de uma só vez. Pela primeira vez na vida ele perceberá o que realmente é fazer amor e será eternamente grato a você por essa nova experiência sentimental que concedeu a ele.

Terceiro: homens querem ser os melhores namorados e maridos possíveis. Porém, eles sabem que sua biologia os impedem de ser o parceiro ideal. Cintos de castidades fazem que os maridos e namorados fiquem treinados na arte de agradar suas namoradas e esposas. Eles se sentem extremamente orgulhosos disso – é algo que faz parte do instinto competitivo dos homens. Eles vão se vangloriar para os amigos dizendo como são competentes em agradar a mulher com quem estão.

É claro que existem centenas de benefícios para as mulheres também. Assim que seu homem estiver privado de tocar seu pênis, ele terá que encontrar outras maneiras de te agradar se ele quiser gozar alguma vez. Isso significa freqüentes massagens nas costas, nos pés, horas e horas e preliminares, sem falar que enquanto ele estiver em castidade você ainda poderá ter toda satisfação sexual que quiser. Homens que usam cintos de castidade aprendem a aperfeiçoar a técnica de masturbar sua parceira e fazer sexo oral nela (vamos admitir: pouquíssimos homens sabem fazer isso direito). Quando isso acontecer e você estiver acostumada a receber freqüentes orgasmos (múltiplos orgasmos!) de seu parceiro através de sexo oral e masturbação você dificilmente sentirá falta de sexo convencional.

Você não terá que se preocupar com a possibilidade de seu parceiro te trair – não porque ele estará preso ao cinto e não poderá fazer sexo com outras mulheres, afinal sexo não é a única forma traição que existe, mas porque ele estará intimamente ligado a você. Como eu mencionei anteriormente os cintos de castidade mudam radicalmente a psicologia masculina criando uma grande dependência emocional com a guardiã das chaves. Simplesmente não existirão outras mulheres aos olhos de seu homem.

Além de terminar com o péssimo hábito da masturbação que mencionei antes, o cinto de castidade também impede que os homens urinem em pé. Dessa forma ele será obrigado a se sentar sempre que for ao banheiro, garantindo que o piso e o vaso sanitário sempre estejam limpos!

Você também irá descobrir que um homem com um cinto de castidade é um parceiro extremamente romântico. Você viverá um interminável início de namoro. Ele te levará para jantar mais vezes, cobrirá você de flores e presentes e raramente irá te trocar por uma noite com os amigos. A palavra “não” simplesmente desaparecerá do vocabulário de seu homem quando ele estiver falando com você.

Ele também te ajudará muito mais com as tarefas domésticas. Ele se sentirá na obrigação de lavar os pratos, limpar a casa ou o banheiro na esperança de conseguir alívio sexual de você. Ele terá mais tempo para te ajudar porque não estará perdendo tempo vendo pornografia online, jogando videogame ou assistindo jogo de futebol.

Ao invés disso, ele estará sempre esperando te servir! Como você pode ver, os benefícios de uma relação com cintos de castidade masculinos trazem benefícios para homens e mulheres, aprofundando a experiência de um relacionamento de verdade e melhorando a vida sexual dos dois.

Perguntas Freqüentes

1. Como eu sei se meu relacionamento está pronto para o uso de cintos de castidade?

Essa é uma ótima pergunta, já que nem todos os casais estão aptos para esta prática. Cintos de castidade devem ser usados para aprofundar e reacender a paixão em casais onde ambos homem e mulher possuem amor, confiança e respeito um pelo outro. Casais que acabaram de se conhecer ou casais que se conhecem a muito tempo, mas que têm muitos problemas conjugais e não se respeitam não devem usar o cinto de castidade. Isso só causaria mais problemas.

2. Como posso forçar meu namorado/marido a usar o cinto de castidade?

Você não pode! Uma relação baseada no uso de cintos de castidade deve ser algo consensual entre o homem e a mulher. Isso não é um joguinho de dominação sexual, é algo que ambos têm que querer.

Uma dica que eu posso dar é comprar um cinto de castidade e introduzi-lo ao seu parceiro durante uma brincadeira na cama. Diga que quer prendê-lo por alguns minutos e deixá-lo louco de prazer. Assim que ele estiver muito excitado, retire o cinto e faça amor com ele e depois pergunte o quão mais prazeroso foi ter feito amor depois de ter ficado excitado por poucos minutos.

Posteriormente introduza a idéia de usar o cinto de castidade novamente, mas aumentando cada vez mais o tempo de duração que ele deve ficar preso: 1 dia, 2 dias, 5 dias, 1 semana… e fale também de todas as vantagens que ele terá em usar o cinto por mais tempo.

3. Quanto tempo eu devo manter meu parceiro preso ao cinto de castidade?

Isso depende muito de cada casal, mas de maneira geral eu recomendo que você mantenha seu parceiro no mínimo 30 dias preso ao cinto. Com aproximadamente uma semana de uso você perceberá que o comportamento de seu namorado/marido começará a mudar e em duas semanas ele terá se transformando em um príncipe. Então se ele demorou 15 dias para mudar seu comportamento, é mais que justo ele te agradar por outros 15 dias antes de você conceder alívio sexual a ele.

O mais interessante é que com o passar do tempo os homens acabam pedindo para que as suas mulheres os deixarem mais tempo presos ao cinto (eles começam a perceber todas as vantagens e o quanto é prazeroso este novo relacionamento). De acordo com a revista Jezebel, os casais adeptos dessa prática em média permitem que os homens se aliviem a cada 45 dias. Eu, que já mantenho este tipo de relação a 6 anos, permito que meu marido possa gozar a cada 3 meses. Mas, novamente, isso é algo que vai de casal para casal.

4. Como eu posso obter satisfação sexual enquanto meu parceiro estiver usando o cinto?

Existem inúmeras maneiras de obter prazer sexual sem a penetração (eu recomendo o livro “69 maneiras de dar prazer a uma mulher sem a penetração”): masturbação entre o casal (neste caso, apenas ele irá masturbar você), vibradores e consolos (lembre-se, isso deve ser usado em conjunto, com ele te dando prazer) e principalmente sexo oral.

Com o uso do cinto de castidade o seu parceiro fará de tudo para te agradar na cama na esperança de que você retribua o favor permitindo ele gozar e com isso ele irá aperfeiçoar muito as técnicas de dar prazer a você. Ele se tornará um ótimo massagista sensual, terá grande habilidade com as mãos na hora de te tocar e suas habilidades com a língua serão indescritíveis.

Eu ainda me lembro como se fosse hoje quando introduzi o uso de cintos de castidade em minha relação (isso foi a 6 anos atrás!). Com aproximadamente 30 dias de uso do cinto eu fui acordada com um cheiro delicioso de café que estava em uma bandeja ao lado da cama. Tinha tudo o que eu gostava naquela bandeja: café, frutas, queijo… era tudo perfeito. Mas antes de tomar café meu marido começou a fazer uma massagem incrível em minhas costas. Ele me despiu aos poucos e começou a percorrer meu corpo com suas mãos. Não era uma simples massagem, era a massagem mais prazerosa e sensual que já havia recebido (ele já havia feito massagens antes, mas nada parecido com aquilo). Entre um toque e outro que me deixava cada vez mais excitada, de repente ele baixou a boca entre minhas pernas e me proporcionou o melhor sexo oral que já havia recebido em minha vida. Eu gozei como nunca havia gozado antes e não foi apenas um orgasmo… foram vários.

Isso tudo aconteceu com apenas 1 mês de uso do cinto!

É incrível como em tão pouco tempo ele começou a ouvir mais as dicas que eu dava sobre o que me dava prazer, ele começou a captar com mais facilidade meus sinais corporais dizendo se estava gostando eu não do que ele fazia. Não me interpretem mal, eu adorava fazer amor com meu marido antes, mas agora ele havia se tornado o amante perfeito. É como se ele lesse minha mente e fizesse exatamente tudo o que gosto.

Depois disso, nós tomamos café na cama e ele começou a beijar todo meu corpo e novamente me deu várias horas de prazer… Foi um dia inesquecível e tem sido exatamente assim nos últimos seis anos. Prazer total e cada dia fica melhor.

Atualmente, como eu permito que ele se alivie sexual apenas a cada 3 meses nós também só fazemos sexo com penetração de 3 em 3 meses, mas eu não sinto a mínima falta da penetração (e quando eu sinto eu peço que meu marido use um consolo em mim enquanto pratica sexo oral) porque minha vida sexual é extremamente completa. Eu duvido que qualquer mulher em uma relação “convencional” (sem cintos de castidade) sinta mais prazer que uma mulher em uma relação com cintos de castidade.

5. Ele disse que está cansado de usar o cinto. O que devo fazer?

Essa é uma situação comum para alguns homens no início do processo para o uso constante de cintos de castidade. O importante é ser paciente aqui e tentar dissuadi-lo dessa idéia.

Lembre-se que homens são nada mais que meninos crescidos e como tais às vezes eles precisam de apenas um pequeno afago e carinho para ficarem satisfeitos. Quando ele quiser tirar o cinto faça um carinho nele, fale com uma vez gentil e carinhosa e lembre-o de todas as vantagens que ele terá caso resista a este incômodo inicial. Reforce a idéia de que o esforço que ele está fazendo lhe tornará uma mulher muito feliz e que isso será responsável pelo sucesso de sua relação, diga que seu esforço salvará o relacionamento (faça com que seu ego masculino ache que ele é responsável por tudo). Diga para ele agüentar mais um pouco e vocês conversam sobre isso novamente em alguns dias.

Se mesmo com muita conversa e mimos ele insistir na retirada do cinto, seja um pouco mais dura com ele e diga que ele se comprometeu com este relacionamento baseado em cintos de castidade e que é muito injusto e imaturo quebrar com sua parte do trato (e realmente é!). Diga que ficará extremamente decepcionada caso ele realmente queira tirar o cinto.

Se nada disso funcionar só resta retirar o cinto (lembre-se: isso é algo consensual, não uma relação de dominação). Mas não fique triste, é muito comum que alguns dias após a retirada do cinto o homem se sinta mais receptivo a idéia de tentar uma relação de castidade masculina novamente. Segundo a organização feminista FemTV.org, mais de 70% dos homens que decidem retirar o cinto em uma primeira tentativa, decidem tentar novamente e vão até o final desta vez. Apenas se mantenha firme e pronta para propor a idéia do cinto de castidade novamente em alguns dias.

6. Mais alguma dica que você julga importante saber antes de iniciar uma relação com cintos de castidade?

Sim. Lembre-se que uma relação com cintos de castidade não é uma relação de dominação ou de superioridade feminina (alguns casais gostam de levar a relação para este lado, mas não é uma regra). Uma relação com cintos de castidade é uma relação de grande respeito e confiança entre o homem e a mulher, é uma prática consensual onde ambos querem fazer isso e ambos sentem muito prazer e satisfação.

Por muitos anos os homens foram e continuam sendo em muitos lares os únicos provedores da casa. Eles mantêm o controle sobre as finanças, mas nem por isso as mulheres que vivem estas relações são vistas como submissas com relação a seus maridos. O mesmo vale para uma relação com cintos de castidade; o fato de a mulher controlar os orgasmos de seu parceiro não faz do homem alguém submisso, mas sim um homem que respeita, ama e confia em sua mulher ao ponto de deixar em suas mãos algo tão importante de sua biologia.

Por outro lado, por mais que esta não seja uma relação de dominação, é importante que o homem seja constantemente lembrado de quem tem o controle sobre seus orgasmos.

Por exemplo, eu recomendo que você tenha no mínimo uma cópia da chave do cinto de castidade por motivos de segurança (se uma chave for perdida você sabe onde a outra está). Guarde esta cópia em um lugar secreto e seguro sem que seu namorado ou parceiro saiba onde está. Isso é para lembrá-lo de que você tem o controle da situação. Quanto à chave original eu sugiro que você a mantenha presa ao seu pescoço como se fosse um pingente (veja esta imagem). Isso leva uma mensagem psicológica muito forte ao homem. Ao ver sua mulher usando a chave ao redor do pescoço, o homem é constantemente lembrado que você é a guardiã da chave, a guardiã de todo seu prazer e felicidade e que é você que ele precisa agradar para ser plenamente feliz.

E um último conselho, quando você permitir que seu homem finalmente tenha um orgasmo, você deve participar deste processo. Um erro muito comum de algumas mulheres quando retiram os cintos do seus parceiros é permitir que ele vá ao banheiro se masturbar sozinho. Mas não faça isso, você deve fazer sexo com seu namorado ou marido no momento que permitir ele gozar, ou caso não queria fazer sexo, você deve praticar a masturbação em conjunto. Isso tudo reforça a imagem no homem de que VOCÊ é a responsável pelo orgasmo dele e toda a felicidade que está tendo. Isso manda uma mensagem importante para o cérebro masculino de que ele precisa usar o cinto de castidade novamente, caso queira que você conceda e ele novamente um prazer tão grande no futuro.

7. Onde encontro cintos de castidade para comprar e que modelo meu parceiro deve usar?

Existem vários modelos de cintos de castidade disponíveis no mercado, principalmente no mercado americano. Fica difícil indicar um modelo porque cada casal se dá melhor com um modelo, mas se eu tivesse que escolher um baseado em seu custo/benefício, eu certamente escolheria o CB-6000 ou CB-6000S (idêntico ao CB-6000, mas um pouco mais comprido – para homens com o membro avantajado).

O CB-6000 é confortável, fácil de colocar e tirar e, em minha opinião, sua características mais importante é o fato dele ser todo feito de plástico resistente. Cintos de castidade feitos de metal são ótimos (dão uma sensação de poder maior), mas possuem o inconveniente de machucar alguns homens e também impedir que eles façam tarefas simples como ir a um banco. O detector de metais irá disparar ficará difícil explicar para o guarda o que está causando isso, não é?

Assim como em todos os cintos de castidade, o CB-6000 causa um leve desconforto no homem nos primeiros dias, mas após esse período ele esquecerá completamente que está usando o cinto de castidade (a não ser que ele tente ter uma ereção sem sua permissão). É um aparelho totalmente discreto e de fácil adaptação. Meu marido o usa há dois anos e ele constantemente diz ser o melhor que já tentamos até hoje.

Ele pode ser encontrado em vários sites nos Estados Unidos que entregam no Brasil (basta ter um cartão de crédito internacional) e até em alguns poucos sex shops brasileiros. O preço gira em torno de R$ 350.

[1] http://www.chastitybeltformen.com/chastity-belt-cb6000.html
[2] http://www.amasmorra.com/products/CB%252d6000.html

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.